domingo, 28 de dezembro de 2008

É hora de acabar,com a impunidade.



É infelizmente,o país que temos,com o total desrespeito das

autoridades pela liberdade de circulação de pessoas e animais

nomeadamente,os cães de raças consideradas perigosas,para

não dizer assassinas.

Ontem uma vez mais,uma mulher foi atacada por dois cães ,que a deixaram

em estado considerado,muito grave.

Que eu saiba,nenhuma autoridade vai ser condenada,por mais este ataque,

bárbaro,pela total falta de aplicação e regulamentação das leis,que visam

a defesa dos mais elementares direitos de segurança das pessoas.

O dono entregou os cães,para o mais que provável,abate dos mesmos,

o que eu me pergunto,é se não há maneira,de também abater,o dono.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Já cheira mal.

O Natal,já era,e mais uma vez,a cidade do Porto esta parecida,como se de uma lixeira a céu aberto se tratasse.
Começa a tornar-se um hábito,as sucessivas greves,que pela época natalícia,vão acontecendo,em nome de não sei o quê,mas sempre no interesse dos mesmos e em claro prejuízo,dos mesmos de sempre ou seja,daqueles que não são funcionários públicos,municipais ou trabalhadores de empresas de capital público.
Primeiro,foram as reivindicações,dos trabalhadores dos transportes públicos,que só tem o seu emprego,porque a empresa só se aguenta com o dinheiro dos nossos impostos,pois os prejuízos não param de aumentar,de ano para ano e cada vez mais exigem,melhores regalias e os que pagam a factura que se lixem.
No Natal é a vez dos trabalhadores da recolha do lixo da cidade do Porto e desta vez,exigem que os serviços ,não sejam privatizados e sinceramente,perante o desastre que tem sido,a entregue de serviços de interesse público ao sector privado,também fico de pé atrás,mas quando vejo ,que utilizam "a sua luta"de forma cobarde e olho ao me redor e constato que a cidade fica imunda,mais do que é razoável,começo achar, que se calhar o mais certo,é partir para a privatização.

sábado, 13 de dezembro de 2008

SALVEM OS RICOS.





Este vídeo merece ser divulgado!

Eis uma forma de se brincar,com a roubalheira,de que somos vitimas do

chamado,neoliberalismo.

Infelizmente,enquanto vamos brincando com coisas sérias,os políticos

corruptos e incompetentes,vão desbaratando a nossa ,pouca riqueza.

Eu vou votar em Branco,não darei o meu voto a ladrões.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

O PAÍS DA HIPOCRISIA.

Ontem ao ouvir,mais uma vez,o pessimista Medina Carreira,que acha que Portugal,com estes políticos, tem pouco futuro,eu não concordo porque,para mim,com estes políticos,Portugal não tem futuro algum.
Acabei de ouvir o deputado do PSD,pelo circulo do Porto,Jorge Neto,que está eleito também com o meu reles voto,dizer que falhou a votação da passada sexta-feira,porque teve num jantar de apoio ao Boavista.
Como eu conheço,os tipos que me rodeiam,provavelmente um dos meus defeitos,lembro-me que este deputado pertence ao vasto grupo de pessoas,que não gostaram da vitória do Boavista no campeonato e o único clube que não deu os parabéns pelo campeonato,foi o clube dele.
Esteve até as tantas da madrugada,para ajudar a salvar o Boavista,por isso achou,que não iria fazer uma directa,porque ir fazer o seu trabalho era uma coisa menor e nós pagamos para isso,com políticos destes como havemos de sair da crise.
O Boavistão que precisa duma verba perto dos 100 milhões de euros,conseguiram os organizadores do repasto doações no valor de 25 mil euros.
Como sei que o Capitão das batatas esteve lá,será que ninguém reparou se ele não levou algum,do que foi doado?
Com gentinha destas que se quer,servir dum clube para subir na vida ,hipócritas,tenham vergonha,porque tal como o Salgueiros,só os verdadeiros boavisteiros,podem salvar o clube.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Lucros da vergonha.

Uma tarde um famoso banqueiro ia na sua "limousine" quando viu dois homens na berma da estrada comendo relva.
Ordenou ao seu motorista que parasse e saindo perguntou a um deles - Porque estão a comer relva ?
Não temos dinheiro para comida. - disse o pobre homem - Por isso temos que comer relva.
- Bem, então venham a minha casa e eu vos darei comer - disse o banqueiro.
- Obrigado, mas tenho a minha mulher e dois filhos comigo. Estão alí, debaixo daquela árvore.
- Que venham também - disse novamente o banqueiro.
Voltando-se para o outro homem disse-lhe: - Você também pode vir.
O homem, com uma voz muito sumida disse:
- Mas, Senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo!
- Pois que venham também. - respondeu o banqueiro.
Entraram todos no enorme e luxuoso carro. Uma vez a caminho, um dos homens olhou o banqueiro e disse:
- O senhor é muito bom. Obrigado por nos levar a todos ! O banqueiro respondeu: - Meu caro, não tenha vergonha, fico muito feliz por fazê-lo !. Vão ficar encantados com a minha casa.....
Só a relva tem mais de 20 centímetros de altura !

Moral da história: Quando pensares que um banqueiro te está a ajudar, pensa duas vezes

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Recordar é viver.



Foi a esta música,do tempo do nosso Salazar,a que eu fui buscar,o nome

para o meu blog.

Não sou fascista,mas adoro ser provocador e como desde pequeno na minha

terra,em Angola ,eu e os meus amigos vivíamos sempre com a Mocidade

Portuguesa,por perto,lembro-me que aquela farda me fascinava,que me

desculpem,quem assim não pensa.

É sempre a somar.

O grupo Melo para continuar a gerir o Hospital Amadora-Sintra deixou de ser um parceiro credível,de pouca boa-fé.

Eis que para a construção de um novo Hospital,o Governo do ,Engenheiro que comprou o canudo,vai fazer uma parceria,com a empresa,que segundo o Governo,não era gente de boa-fé ou seja o Grupo Melo.

Temos que ficar atentos e ver quem vai ser o membro do Governo,que quando sair,vai trabalhar para o dito grupo.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Grande dúvida.

Quando se vive num país,que dizem ser pobre,mas os gestores das empresas públicas,usam o cartão da empresa "a la gardé",mudam de carro como quem muda de camisa e não é qualquer carro,num país onde se faz uma expo e que o orçamento derrapou de forma assustadora,o centro cultural de Belém,as auto-estradas,o metro de Lisboa,a Carris,agora veio a saber-se as contas da casa da música no Porto e o que é que na realidade aconteceu,aos tipos que estiveram a frente destas obras?
Foram penalizados,com novos cargos na administração pública,que é para aprenderem,hão-de lá continuar até um dia conseguirem ser gente competente,que nós cá estamos para arcar com as consequências,de um dia termos confiados neles.
Agora o que eu não sei,como é que vou trata-los,terei que ser politicamente correcto,e dizer que fizeram o seu melhor,que a culpa é da conjuntura internacional,da subida das taxas de juro ou dos trabalhadores,que são uma cambada de mal formados,que não se esforçam,blá blá ou terei que trata-los como realmente me vai na alma,de incompetentes,de ladrões,de tachistas...

sábado, 6 de dezembro de 2008

DE MAL A PIOR.







Quando olhamos para trás e vemos o que tivemos que lutar,para sobreviver neste mundo cão,com muito sangue,suor e lágrimas,temos o hábito de ser exigentes com os outros e não admitimos maus profissionais, principalmente, se são pagos com o dinheiro dos nossos impostos.

Para mim,que fui "corrido"da minha terra,Angola-Gabela,tinha na altura 12 anos e cheguei ao Porto,com uma mão a frente e outra atrás,a uma terra que não era a minha,sem dinheiro,sem roupa e sem amigos,tudo se tinha perdido.

Aprendi a sofrer e desde cedo,fui obrigado a fazer pela vida e foi ainda novo que fui conquistado pelo grande senhor Sá Carneiro,que é o grande culpado,por ainda hoje,ser um indefectível,como diria o Santana Lopes,do PPD/PSD.

Já não bastava ver,o quanto o PSD tem sido conivente com as maiores roubalheiras que se têm feito neste país,ele são os fundos sociais europeus,ele são os ministros que fazem jogadas sujas,como um dos meus preferidos,Ferreira do Amaral,que acaba de ir trabalhar para uma empresa depois de ,como ministro,lhe ter adjudicado obras importantíssimas,ele é o Dias Loureiro que chegou pobre e agora é um individuo,que o que mais tem é dinheiro,ele é o colocar a líder do partido,uma senhora,que por muito séria que seja,não tem mãos para semelhante nau.

Como é possível que numa sessão na assembleia da República,em 75

deputados faltam 30?

Chega de roubalheira,aqui já não é só incompetência,isto é roubar,isto é gozar com a cara de quem confiou nestes tipos,eu votei Santana Lopes e portanto é o Santana que tem que responder por estes tipos.

Como é que se pode pedir,contenção,mais horas de trabalho,quando os gajos que nos representam,não passam de uma cambada de mandriões.

Rua com esses tipos,da próxima lista,é por estas merdas,que pela primeira vez,não tenha nenhuma vontade de ir votar.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Companhia inseparavél.




Esta era uma das musicas que acompanhava, os colonos em Angola.

O meu pai,quando nos anos 50 andou pelas fazendas do norte de Angola,

tinha o grande Teixeirinha como companhia,podia ouvir música clássica,mas

esses eram intelectuais e alguém tinha que trabalhar,caso contrário ,Angola

nunca se tornaria,na potência,que realmente foi e ainda é.

Pelo bigode do Teixeirinha e vendo as fotografias do meu pai,na época,o

homem era mesmo admirador do cantor.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Em memória dos que desbravaram Angola.

Balbúrdia em Luanda.

Será verdade que um banco,que é constituído com dinheiros públicos e não só,está sobre suspeita,de ter "abocanhado"um terreno em Luanda,cujo proprietário ficou a ver navios?
Depois de saber,que a maioria dos dirigentes socialistas,utilizaram uma universidade que dizem ser "independente"e que se formaram à muito custo,os carolas parece que até ao Domingo,faziam exames e saber que um dos administradores é um tal Armando Vara,que de colador de selos passou a gestor bancário,tenho para mim,que o tal do proprietário,nunca irá ser recompensado por aquilo que lhe "afanaram".
O que não podemos é calar e ver ,mais uma vez,o nome de Portugal,associado a uma roubalheira e os angolanos ficarem com a ideia,que somos todos uns ladrões,mal sabem eles o quanto somos roubados ,por estes políticos de sarjeta.