quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Dignidade.

"A DIGNIDADE PESSOAL E A HONRA NÃO PODEM SER PROTEGIDAS POR OUTROS.
DEVEM SER ZELADAS PELO INDIVIDUO EM PARTICULAR".
MOHANDAS GANDHI


QUEM PERDER OU VENDER A DIGNIDADE,PERDE TUDO,ATÉ O RESPEITO POR ELE PRÓPRIO,DIGO EU.

Casamento

Definição de casamento:
Acto religioso através do qual se cria mais um mártir e menos uma virgem.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Máfia brasileira em Portugal?

Portugal foi um País de brandos costumes,mas por culpa nossa,que continuamos a votar nesta cambada de incompetentes e corruptos,que se fecham em condomínios fechados para viverem longe da populaça,pensando eles que vão poder viver em paz,estão muito enganados.
Parece que cada vez mais,as pessoas de bem,aquelas que não devem nada a ninguém e que vivem com toda honestidade e lisura,têm medo de dizer o que pensam e preferem calar,perante a destruição de um estado de direito,que esta erguido a custa dos seus impostos.É tempo de dizer basta,é tempo de não ter medo de dizer o que se pensa,não podemos continuar a permitir esta falta de segurança,principalmente de grupos de bandidos,vindos de fora,brasileiros e do leste europeu,que vêm para aqui,desestabilizar e assassinar como quem "dá cá aquela palha".
Não deixa de ser curioso,que no mesmo dia que se dá a conhecer um estudo,que diz que a maioria dos brasileiros sente ser discriminados em Portugal,é assassinado um brasileiro em Lisboa,que por acaso era procurado pela interpol,por homicídio e segundo rezam as cronicas,foi assassinado pela máfia brasileira que controla a noite em Lisboa.
Mas em que País estamos e em que País nos tornamos?
É este País que queremos deixar aos nossos filhos?
Está na hora de acordar,senão qualquer dia estamos entregues à bicharada.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Com humor....










Meu querido Pai Natal:
Este ano levaste o meu cantor e dançarino preferido-Michael Jackson.
O meu actor preferido-Patrick Swaize.
A minha actriz preferida-Farrah fawcett...só te quero lembrar que o meu politico preferido é o José Sócrates.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Televisão a quanto obrigas.

Ao que chegamos,o que as pessoas fazem para se acharem importantes e se deixarem enredar pela audiências televisivas.
Já não bastava a besta que assassinou uma pessoa na passadeira,ter saído do tribunal com o direito de continuar a guiar,depois de ter abandonado o corpo da senhora e depois de ter mandado pintar o carro para apagar as provas do crime,espero que o gajo atropele o juiz que o deixou sair.
Mas no próprio dia do funeral,o marido da dita senhora aceitar entrar num programa televisivo,principalmente,nestas palhaçadas da manhã,isso sim não lembra nem ao diabo,um pouco de decoro,não faz mal a ninguém.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Quando a tragédia esta perto.

Portugal atingiu uma percentagem,nunca vista,no que ao desemprego diz respeito.
Uma coisa é vermos na televisão o desespero das pessoas que perderam o seu emprego outra coisa é sentirmos esse mesmo desespero que bateu a porta dos nossos amigos.`
É aí que nos sentimos,verdadeiramente impotentes e sem palavras,pelo tamanho da tragédia que vemos fazer abanar os alicerces de uma vida de trabalho e tal como um ciclone,ele deita abaixo todo um edifício e só aí temos a noção de quanto,por muito solida que julgamos estar a nossa vida é que verificamos que vivemos em autênticos "castelos de areia"que desabam ao mais pequeno levantar de uma simples brisa.
Quem me dera não ter amigos e não conhecer ninguém,o sofrimento e o desespero que vemos na cara,de gente de bem,trabalhadora,que se sente encurralada e faz contas a vida ;como é que vou pagar a minha casa?Como é que fica o meu filho?Onde anda a segurança social?Gente que trabalhou 20,30,40 anos é agora que sente na pele as injustiças desta sociedade que nos foram impondo e nós não reparamos que estávamos a ser enganados?
Já não bastava viver os meus problemas e que não são poucos e agora tenho que viver,porque mais do que nunca tenho que dizer presente,os dramas que se vão apoderando dos que me ajudaram a crescer e a viver e porque não dizer amar.
É nestas alturas que abomino os políticos,principalmente aqueles em quem confiei.
Como é possível continuar a gastar milhões com gente que provavelmente precisa,mas que não merece e sempre quis viver a custa dos outros,esta legião de indivíduos que a custa dos nossos impostos se farta de não fazer nada e para isso recebe um rendimento mínimo para nada dar em troca e pior que isso,a esmagadora maioria nunca fez nada para ter esse direito.
É uma injustiça de todo tamanho,alguém que tenha trabalhado 30/40 anos e depois de ter feito os respectivos descontos,ter que andar de 15 em 15 dias a recolher carimbos,para fazer prova que anda a procura de emprego e esses filhos da mãe que nada fizeram,recebem um rendimento mínimo e não precisam de se chatear.
De quem é a culpa?
É nossa,porque nunca fomos exigentes com esta corja de filhos da mãe que nos governa e que somos uns ótarios,que andamos a obrigar os nossos filhos a entrar numa competição desenfreada e tirar cursos que nada servem,quando temos um primeiro ministro que comprou o dele,ele outros filhos da mãe como ele,que se profissionalizaram na colagem de cartazes.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

As minhas(poucas)memórias.


"AQUELA ABSOLUTA HONESTIDADE DOS NATIVOS,INCAPAZES DE FICAR COM AQUILO QUE NÃO LHES PERTENCE,CONTRASTAVA GRANDEMENTE COM O COMPORTAMENTO DAS TROPAS CUBANAS,QUE ARRASAVAM TUDO NA SUA CAMINHADA,SAQUEANDO FAZENDAS E POVOAÇÕES.
SE ALGUMA COISA JAMAIS A HISTÓRIA NÃO NOS PERDOARÁ NO TRISTE EPISÓDIO DA NOSSA INTERVENÇÃO MILITAR EM ANGOLA,É TER INOCULADO NO NOBRE POVO ANGOLANO O VÍRUS VENENOSO DA CORRUPÇÃO E DA PILHAGEM."
EXCERTO DO LIVRO DO DISSIDENTE CUBANO RAFAEL DEL PINO QUE FOI GENERAL DAS FORÇAS CUBANAS,CUJO TITULO É "PROA A LA LIBERTAD". RETIRADO DO EXCELENTE BLOG MORRO DA MAIANGA DO WILSON DADÁ.
Como angolano,nado e criado na bonita cidade da Gabela,da qual tive que fugir por causa de uma estúpida guerra civil,deixando tudo para trás,obrigado a começar tudo de novo,longe daquele paraíso que me viu nascer,não posso deixar de ficar indiferente as palavras do dito general cubano.
Já tinha lido um livro de um jornalista polaco que dizia não compreender como é que em 75/76,depois dos portugueses terem abandonado Angola,o povo vivia sem comida e não tocava no que os colonos tinham deixado.Isso contrastava com o que ouvi dizer quando ainda estava em Angola,em Nova Lisboa e depois de termos saído da Gabela a mais de uma semana,um grupo de pessoas que se dizia tinha regressado a cidade,viu que esta tinha sido pilhada.
Nas minhas memórias de infância,um miúdo de 12 anos,lembro-me que numa das paragens da guerra,tal como nas guerras do Raul Solnado,as pessoas vinham para a rua conversar,antes de nova avalanche de morteiros,sem sentido,julgo que disparavam,apenas e só,para aterrorizar a população branca que segundo diziam fazia parte de um plano PCP/MFA/MPLA que visava a debandada dos europeus,espero ainda um dia saber se existiu a dita carta que dizem foi levada pela bichona almirante vermelho ao tio Agostinho,mas como dizia sobre o que me lembro,um dia saio a rua e noto que alguém esta a roubar um estabelecimento comercial e vejo que eram um soldado do FNLA e um soldado com a farda do exercito português,lembro-me que o fnla me chama e eu pensei,estou feito ao bife,mas não,ele deu-me um frasco de perfume e algo que na altura era moda,principalmente para as raparigas,um diário.
Mas as minhas recordações não ficam por aqui,pois lembro-me da pilhagem que as pessoas fizeram as lojas antes de nos virmos embora,quando eu digo as pessoas não me estou a excluir,pois também fui gamar uns brinquedos a papelaria Académica e penso que ainda fui fazer uma visita a loja do senhor Marta,era a chamada politica de terra queimada.
Entretanto na Pensão Santa Cruz do Douro(nome da terra do meu pai)que antigamente se chamava Pensão Oliveira,aquilo estava em estado de sitio,pois eram os clientes que cozinhavam,o meu velhote estava doente,ainda me lembro de comer uns bifes em vinha da alho superiormente confeccionados pelo Tenreiro,discutiam-se estratégias sobre o que se fazer?
O meu pai era um sonhador e mais do que isso era um amante daquela Angola e nunca quis pôr a hipótese de investir algum do que ganhou em Portugal,ele já tinha adoptado a Gabela como a terra onde queria viver até a sua morte.Lembro-me que vários clientes e amigos do meu pai lhe diziam,ó Sousa da cabo do frigorífico parte isso tudo,não fica para ti não fica para ninguém,mas o meu pai que tinha comprado o dito frigorífico a pouco tempo e como achava que ainda ia voltar não deixou que se destruísse nada,infelizmente nunca mais voltamos e apenas lá ficou a minha mãe que faleceu em 73.
Mas continuando nas minhas memórias sobre Angola,lembro-me de alguém um dia ter ido a Boa Entrada a conhecida fazenda da C.A.D.A. e dizer que passados 30 anos,as casa estavam praticamente intactas,pois ainda pensavam que os portugueses iam voltar e tinham as casas a sua espera.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Eu não sou da familia do Sócrates.


Num País em que o primeiro-ministro é tudo menos um homem honesto,valha-nos ao menos o Portugal autêntico.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A noção do ridículo.


Há momentos televisivos que nunca devíamos perder.
A Clara Pinto Correia devia ter a noção do ridículo,das duas uma,ou ela já estava com os copos ou então esta gorda que nem uma vaca que nem se consegue mexer.
É pena ela só saber copiar artigos em revistas americanas para os publicar em Portugal,como se fossem escritos por ela.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

E os outros ladrões.

A face oculta ,deste país,é essa corja que nos governa.Começo ,cada vez mais,a acreditar que estamos entregues à bicharada e que todos são iguais,mas sempre tive a certeza que os socialistas são mais ladrões que os outros.
A forma como se esta a humilhar,na praça pública,o sucateiro Godinho,diz bem,como vergonhosa é a nossa justiça e a nossa comunicação social.
Para mim,o sucateiro Godinho devia ver toda a sua fortuna embargada,pelo menos até ao fim do processo,agora quem devia andar a ser seguido e filmado,não era o sucateiro,mas sim os filhos da mãe que são pagos com o dinheiro dos nossos impostos,o Vara,o Penedo e outros gatunos que tais.
Os únicos ladrões que existem,neste processo,são os empregados de estado,quer grandes gestores,quer os simples chefes de secção que fecham os olhos a troco de uns milhares de euros,ao roubo que se faz nas empresas públicas,como levar o "dito lixo"que afinal valia centenas de milhares de euros.
Soltem o sucateiro e prendam o Vara e os Penedos todos,cortem o mal pela raiz,caso contrário,qualquer dia só lá vamos dar cabo destes penedos,como se faz nas pedreiras,à bomba.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Ridiculo.


Já começava a ter medo de viver em Portugal,por causa da falta de segurança,pois pensava que não tínhamos policia à altura dos seguranças da noite,que pelo menos em Lisboa e Porto dominam as ruas a seu belo prazer.
Mas eis que vejo a espantosa actuação da policia ao deter um perigoso cadastrado,que por acaso é padre numa aldeola.
Apetece-me dizer,ah valentes,é assim mesmo,tenho a certeza que ele não vos escapará.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

ELE HÁ CADA UMA.

TITULO DE JORNAL:
HOMEM MATA CUNHADO EM A-DOS-LOUCOS.


SE TIVESSE IDO VIVER PARA OUTRA BANDA,SE CALHAR TERIA TIDO MELHOR SORTE.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Porquê tanto barulho?


Sinceramente,ainda não percebi,a irritação que existe contra o Saramago.
O facto de ser uma erva daninha,não nos podemos esquecer,que nos tempos de grandes dificuldades,serviu para matar a fome a muita gente,pois quem não tinha dinheiro para comprar legumes,arrancava estas ervas daninhas em que certas zonas do país se chamavam saramagos ora se chamavam leitugas e outras designações,até.
A primeira vez que tive contacto com a dita "sopa de saramago",foi em "memória do convento"onde o Abade de Priscos escreveu a receita da mesma e quero dizer que não gostei,comi ,mas um bocado contra a vontade ,daquele género que só voltarei a comer se mais nada houver.
Com tantas leguminosas ao nosso dispor,surpreende-me esta contestação toda,por causa de uma simples "erva daninha".
Quem não gosta não come e no meu caso é legume que não compro nem como.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Que tristeza.

Estamos lixados ,a economia mundial esta nas mãos de bandalhos ,como este bêbado.
Como é que se pode ter um dialogo com um tipo destes,ao que chegamos,é este artista o responsável pela Rússia, uma das mais importantes nações do Mundo.
Eu quero ir para a Ilha,do Mussolo,se possível.

Até quando?

Mais uma vez,os empregados dos serviços de transportes colectivos do Porto(S.T.C.P.),fizeram gazeta.
Por causa dessa brincadeira,as pessoas como eu,que não têm um "emprego"mas sim um trabalho,viveram mais um dia de inferno,sem transportes nesta cidade.
Até quando´,nós os que pagamos o tacho a estes gajos vamos continuar a permitir,esta vergonha?
Tal como a Carris e o Metro de Lisboa,o S.T.C.P. esta falido,o dinheiro dos passes já não cobrem as despesas da empresa e se não fosse o dinheiro dos nossos impostos,aquilo já estava fechado e é preciso lembrar que os tipos são empregados privilegiados,neste País de empregos miseráveis,eles são premiados com bons salários e boas regalias.
É nestas alturas que eu invejo os gregos,já tinham partido para a "ignorância" e iam ver que para a próxima,estes tipos pensavam duas vezes.
Como trabalhador,não aceito que se denomine estes gajos de trabalhadores.
Basta!
Privatize-se a empresa,estes gajos não merecem a nossa consideração.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Brasileirices ll.


Fiquei ainda mais confuso,não é que a actriz brasileira,insulta todo um povo e nós é que não temos sentido de humor.
Ó Maitê vai brincar com quem te fez ou desfez o ,porque eu ainda não percebi onde é que estava a piada.
É claro que o Miguel Sousa Tavares,conhecido e reconhecido pelo seu sentido de humor,veio em defesa da rapariga e diz que nós é que somos provincianos.Reconheço que não tenho a capacidade intelectual do escritor jornaleiro e que ainda não consegui atingir,ao ponto que a menina da playboy queria chegar,mas prometo que me vou esforçar e seguir a ementa do Miguelinho,mandar abaixo uma JB e esperar que o sentido de humor,chegue.
Quanto as desculpas da Maitê Proênça apetece-me citar uma passagem de um filme do Al Pacino:beija-me,beija-me,quando me fodem gosto que me beijem.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Brasileirices.

A Maitê Proença caiu em desgraça,é só dar uma vista ao seu blog e ver a quantidade de insultos ,como dizem os brazucas,com que ela foi parabenizada.
Uma das actrizes mais amadas em Portugal,não podia nem devia,ter feito um vídeo ,os portugueses não mereciam ,pelo menos ,no que a ela diz respeito,onde a sua ignorância sobre a história de Portugal,a sua falta de educação e a falta de respeito para com os portugueses é por demais evidente e merece uma resposta á altura.
A minha imagem sobre os brasileiros é cada vez mais a do senhor Joaquim quitandeiro.
O senhor Joaquim que vivia numa favela e onde era dono de uma quitanda,ía para 10 anos que tinha chegado ao Brasil e nunca mais tinha visto a família.
Um dia recebe uma carta da mulher a dizer que ia ser pai e faz saber a boa nova aos seus clientes brazucas,que não deixaram de gozar com o portuga.
O portuga Joaquim faz as malas e vai a Portugal buscar o filho que nasceu e leva-o para o Brasil.
Quando chegou ao brasil,os brazucas começaram a dizer,como é senhor Joaquim,trouxe para aqui o miúdo,não vê que o filho não é seu,como é possível você não enxergar uma coisa dessas.
O portuga Joaquim na maior das calmas disse,meus amigos eu fui buscar o miúdo porque a terra de filho da puta é aqui no Brasil.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

É o Povo,Pá.

Foi um passeio triunfal,de alguém que não teve medo de enfrentar as "forças vivas"da cidade do Porto.
António Lobo Xavier no seu comentário no jornal O Público diz,"o reforço da posição de Rui Rio era muito difícil de adivinhar.porque parecia ter uma candidata a sua altura e também porque o aparente divórcio entre a sua presidência e as chamadas elites do Porto dava sinais de agravamento nos últimos quatro anos."
Continua,"por que razão as elites se mostram tão divorciadas do poder camarário e,aparentemente,o povo cada vez mais próximo".
Doutor Xavier e se tiver em atenção que ninguém mais,neste país,em eleições autárquicas,criticou a politica seguida pelo governo no que diz respeito ao roubo que é esse famigerado rendimento mínimo de reinserção,isto leva-me a dizer-lhe,como diriam os comunistas nos idos de 75,o povo trabalhador não quer vampiros de dinheiros públicos e o povo é quem mais ordena.

O que tu precisas é de um macho

Esta gaja chama-se Clara Ferreira Alves, não sei quem é nem o que faz nem estou interessado em saber,sei que não faz nada de importante que contribui para a nossa felicidade.
Ah,já me esquecia,a mulher é "intelectual",não sei o que é que isso quer dizer,mas parece que é a faculdade que certa gente tem e que consiste em insultar as pessoas,apenas e só,porque tem opiniões diferentes a nossa.
Ontem, a forma vergonhosa como tentou denegrir,um jovem que nem conheço a não ser pela televisão,porque o dito é um apoiante de Santana Lopes,o actor Pedro Granger,foi lamentável.
Essa afirmação baixa foi feita no programa "eixo do mal"da SIC noticias.

Força,Pedro.

É na hora da derrota que sabemos quem está connosco,quem são os nossos amigos.
A derrota do doutor Santana Lopes foi ,para mim,uma das mais difíceis de engolir,porque acho que o seu opositor é dos maiores flops da politica portuguesa e era só atentar na composição da lista dos apoiantes do Costa para se ver os xuxalistas que sempre mamaram na teta dos tachos públicos,nos ditos intelectuais que só sobrevivem à custa dos nossos impostos e nos comunistas que continuam a ser um infelizes,que de derrota em derrota até a derrota final,já não faltará muito para desaparecerem.
Como admirador do doutor Santana Lopes ,não desista amigo,apesar de ter perdido você fez tremer essa trupe esquerdista,a sua votação não foi tão má como pintam.

Acabaram-se os milagres.


Parece-me que esta artista já deve ter uma reserva,na chamada cidade maravilhosa.
Sinceramente,nunca me passou pela cabeça, os felgueirenses que se fartaram de correr á pedrada , toda a gente que ia a Felgueiras,incomodar "nossa senhora,desta vez correram com a "dita".
Pelos vistos,parece que já não acreditam em Fátima.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Nós os cretinos e obtusos


Nós,os cretinos e obtusos,lá estaremos no Domingo para eleger o Doutor Rui Rio,por mais 4 anos como presidente da câmara do Porto e o Manuel Maio como presidente da junta de freguesia de Ramalde.
O Porto que sempre foi conhecido como a cidade do trabalho,que é coisa que nós os cretinos e obtusos só sabemos fazer,começamos a estar fartos dos homens da cultura,dessa gente inteligente,que de tanto pensar nem tem tempo para trabalhar,por isso,é que precisam de uns subsídios,para sobreviverem.
Eu sei que o Doutor Rui Rio não o pode dizer,não é politicamente correcto,mas eu posso,Domingo será a vitória dos que trabalham contra os filhos da mãe que vivem a custa de subsídios.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Cretinos e obtusos.


Rui Rio é daquelas pessoas que não deixa ninguém indiferente,do género ama-o ou odeia-o.
Houve alguém que parece que lhe chamou cretino e obtuso,porque com Rui Rio na presidência da câmara do Porto acabou-se "a mama",a teta da câmara,secou.
Por outro lado,o Sócrates veio ao Porto,em auxilio a sua querida Elisa Ferreira e sem viver no Porto,veio com a lenga-lenga que o Rui Rio não fez obra,mas nós os que vivemos na cidade do Porto sabemos o que vale o homem e no domingo é nas urnas que será dada a resposta.
Agora, quanto a se fazer obra,um homem que esta ligado ao freeport,a Cova da Beira,aos vergonhosos prédios que foram construídos na sua santa terrinha e ao facto de ter comprado o canudo,não é um homem que fez obra,o homem é obra.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Palavras para quê.



Cerca de 40 anos separam estas duas fotografias.
Na Luanda colonial tínhamos a Avenida dos Combatentes e na Luanda de agora?
Provavelmente o campo de batalha!

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Portugal não pode esperar.

Lá vamos cantando e rindo,quase 40% mandou os políticos às malvas e eles acham que ganharam.
Não gostei do resultado,se bem que não esperasse outro,depois dos vários tiros nos próprios pés,dados pelos maiores lideres do Partido.
Em relação aos resultados,se a subida do BE era já,mais do que evidente,o resultado do CDS/PP,uma vez mais,veio chatear os tipos das sondagens,este Portas é um provocador do caraças.
A verdade é que eu,por muito chateado que esteja com o meu partido,lá acabo por ir votar nele,a culpa é desse tipo que já faleceu a muitos anos ,que tinha uma personalidade tão forte,que até parece que me obriga a ir votar no partido que fundou,Sá Carneiro meu malandro.
Quando hoje acordei e comecei a fazer o malfadado zapping,eis que fiquei logo mal disposto,vou a passar pelo canal história e vejo o Mário bochechas Soares num programa de 89,a homenagear as vitimas da ditadura,estava ele nos Açores e estava muito emocionado,não sei se de alegria ou de tristeza,pois o Salazar mandou o pai do bochechas de férias por 2 anos para os Açores,mas nunca lhes fechou o Colégio Moderno que era uma das suas fontes de receita.
Mas ao ouvir esse tipo,lembrei-me que também eu sou uma vitima,só que do regime democrático e se as pessoas repararem,a diferença entre o PS e o PSD esteve exactamente no número de tipos que recebem o rendimento de reinserção social e é exactamente aí que me sinto representado também pelo CDS,único partido que é contra esse roubo social.
Quem é que me vai homenagear?
Quanto ao PSD está na hora da Manela ir a vida,pois ela representa o PSD dos interesses,aqueles que já não tem pachorra para lutar para um País melhor,apenas e só,se limitam a lutar pelos seus tachos,esses sim os principais culpados deste desaire.
Outro dos culpados foi um dos meus ídolos,o Doutor Cavaco,é inacreditável como a parvoíce se instalou no Palacio de Belém,que fez com que o PS disparasse nas sondagens e vamos ver se o professor não hipotecou,a sua recandidatura .
Eu sei que vamos dar a resposta,agora nas autárquicas,eu cá sou do Rui Rio,mas temos que disciplinar o partido,porque:
PORTUGAL NÃO PODE ESPERAR.

domingo, 27 de setembro de 2009

Um assassino à solta na tuna da Lusíada de Famalicão.

A Universidade Lusíada foi condenada a pagar90 mil euros,é o valor a pagar pelo assassinato de um filho,nas instalações da mesma.
Em 2001 um jovem foi praxado,como o era várias vezes pelos alunos mais velhos da tuna da dita Universidade,neste caso no seu pólo em Famalicão,cuja violência da mesma o levou a entrar em coma e o levou a morte.
Mas o que mais choca é que só no dia do funeral é que se veio a saber que o jovem tinha sido assassinado,porque o médico do hospital de S.João lançou a suspeita ,de tal ter acontecido.Isto leva-me a pensar que tendo a agressão acontecido num ensaio da tuna,quer dizer que havia várias testemunhas,que como cobardes,fizeram um código de silêncio,que não fosse um médico zeloso e o assassinato tinha passado impune.
Ao assumir a culpa,a Lusíada deve exigir que todos os elementos que compunham,à data,a tuna, deviam ser condenados,porque o assassino tanto é a besta que agrediu como os atrasados mentais que viram e provavelmente ainda se riram da agressão.
Se fosse meu filho,o bandalho que assassinou não se ficaria a rir,é mau demais para ser verdade,todos os elementos que fizeram o código de silêncio,deviam ser penalizados,pois todos eles foram coniventes com esse assassinato.
Porque razão não se proíbem as praxes,desde quando é que vamos permitir que estes falhados que não passam de pequenos ditadores,continuem a humilhar os indefesos?
Tenho um filho que dentro em pouco entra na faculdade e não posso ficar indiferente perante estas noticias,não só,porque não quero que o meu filho seja humilhado por bandalhos que nada valem,como não quero que um dia o meu filho se torne um pequeno ditador e humilhe os outros.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Uma relíquia.


Infelizmente,muito se perdeu numa fuga desenfreada,a uma guerra civil angolana.
Quantos bens pessoais perdemos que jamais haveremos de recuperar?
Os que conseguimos preservar são hoje autenticas relíquias,é o que acontece com este cartão de sócio do maior clube de angola o A.R.A. da Gabela,pertença do sócio 414 que é o meu pai e que eu guardo como um dos meus maiores bens.
A.R.A. Associação Recreativa do Amboim.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Nostalgia.


Ao deparar-me com esta rapsódia de musicas populares portuguesas,trazem-me a memória de uma infancia feliz,por terras de Angola.
Fazer os cerca de 400 quilometros,mais coisa menos coisa,que era a distância entre a Gabela e Luanda,em plenos anos 60 e 70,onde ter um rádio no carro era um luxo,era a trotear estas músicas que lá íamos avançando até Luanda,passando pela Quibala,Dondo,Zenza do Itombe(paragem obrigatória,havia lá familia)Viana e enfim,a grande cidade,Luanda.
Houve um tempo em que pensei que vivia no paraíso.

O melhor emprego do País.


Penso que ainda andava de fraldas e já o Albino Almeida era o presidente das associações de pais deste País de tristes.
Como a educação vai de mal à pior quer dizer que o seu trabalho a frente da tal confederação é apenas para fazer número,tem que haver uma confederação e pronto,arranja-se um gajo qualquer e lá anda ele a mandar postas de pescada,a que preço é que não sei,mas desconfio.
Mas é preciso ter muito amor a educação,o tipo começou nas associações de pais quando os filhos começaram a andar na escola e pelo tempo que esta nesta luta,palpita-me que ele já foi encarregado de educação dos filhos,dos netos e já deve ir nos bisnetos.
Este homem merece uma estatua,mas por favor tirem-me o gajo da frente.

Quem se mete com o PS.....


O Jorge Coelho tinha avisado,sempre ouvi dizer,quem te avisa teu amigo é.
Ó juiz Rui Teixeira já devias saber que neste País não se faz justiça,olha a tua volta e vê por onde anda os gajos que tu quiseste entalar.
Para já os únicos entalados foram os putos da Casa Pia e tu.
Quem se mete com o PS leva.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Chegou o Palhaço.


Já não estava bonito de se ver,estes políticos desesperados,para conseguirem segurar o tacho quando deviam preocuparem-se em organizar o país.Não estava indeciso porque sou dos que ou votam PSD ou vão a praia e como ando,um bocado desiludido,com este PSD estava á pensar em ir a praia no dia 27,se bem que corria o risco de estar a dar um voto ao pinóquio Sócrates.
Mas,eis que ontem,começou o circo,o palhaço-mor entrou na campanha,aquele que é filho de um politico da primeira Republica,sim aquele que nunca foi julgado por traição a pátria,sim aquele que abriu a porta aos socialistas europeus ao Mobutu,sim aquele que como presidente da Republica Portuguesa foi visitar um amigo socialista que estava no Norte de África,fugido da justiça do seu País(Itália),acusado de estar envolvido no assassinato de um jornalista,sim esse mesmo o das tartarugas,porra o bolacha maria.
Como eu já estou farto de palhaçadas,lá vou ter que dar o meu voto a Manela.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Que tragédia.

Sete meninas morreram da forma mais estúpida que existe,que tragédia e que desperdício de vidas.
Para aqueles que pensam que existe um Deus que nos guia,cada dia que passa,eu acho que está na hora de o Omnipresente ir fazer uma revisão da carta.
Lamentável,uma vez mais,o Jornal de Noticias trazer a estampa,uma fotografia onde se podiam ver alguns corpos,não tendo o mínimo respeito pela dor de quem perde um ente querido.
Mas desde que esse pasquim,num domingo, trouxe na primeira página a casa do Doutor Rui Rio,em plena crise na construção do estádio do Dragão,que até parecia um convite aos super -dragões,é aqui que ele mora.Ele teve que ir passar uns tempos a Viana.
E o jornal e os ditos jornalistas ficaram impunes.
Mas,felizmente há quem não se esqueça.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Ainda Maria Clara.


Quem não se lembra e quem nunca cantou esta música.

Maria Clara.


Desapareceu uma grande senhora ,a dona Maria Clara,mãe do Doutor Júlio Machado Vaz.
É pena que neste mundo,onde cada vez mais,se elogiam os medíocres,se esqueçam os grandes artistas de outrora.
Não é justo.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Vamos embora,Manel.

Sou a favor que se faça o mais depressa possível o TGV.
Com este cenário catastrófico:
Desemprego imparável
Rendimentos mínimos de inserção,para quem não merece
Reformas por inteiro para uns,para outros ,só 80%
Primeiros ministros que compram o doutoramento em universidades independentes
etc
etc
Que melhor maneira para se fugir deste inferno.

domingo, 30 de agosto de 2009

Quem acaba com esta roubalheira.


Votarei no partido que tiver coragem de acabar com este roubo que é o Rendimento Social de Inserção,principalmente a faixa etária entre os 18 e 50 anos.
Não é justo que pelo facto de eu me ter esforçado,desde os meus 15 anos,a trabalhar como "um mouro" e ter conseguido um aceitável nível de vida,seja prejudicado em relação a quem nunca nada quis fazer.
Foram e ainda são,muitos anos de trabalho árduo em que se deixa a família para segundo plano,pois tem que se ganhar dinheiro para os melões,onde não se consegue tirar umas férias com a família,onde tem que se fazer muita ginástica para conseguir acompanhar o filho e no fim de contas nem direito a um subsidio tenho, nem preciso,graças a mim,mas que dava jeito,isso dava.
Entretanto,tipos com 20 anos têm direito a rendimento mínimo,paga-lhes a renda e ainda lhes pagam os livros escolares,algo a que não tenho direito.
Quer dizer,se eu fosse um manguela e ficasse em casa a coça-los ganharia mais dinheiro,do que andar a trabalhar e ainda podia estar sempre com a família.
É claro que vou continuar a trabalhar,mas é também verdade que não voto em quem me rouba.
Enquanto continuarmos a ser uma sociedade que incentiva a caridade em vez de proteger quem merece,estamos lixados.
Os chineses andam a milhares de anos a dizer,não dês o peixe,ensina-o a pescar.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Ah grande Staples,

Sempre ouvi dizer que em tempo de crise,quem tiver uns tostões é que se safa.
Nunca pensei que a vida estivesse tão dificil para certas pessoas,não é que a Staples na compra de material escolar oferece a Carolina Patrocinio e a bom preço.
Será para as aulas de educação sexual?

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Pandemia.

Hoje, depois de um jogo de futebol com a rapaziada num belo pavilhão em Gaia e quando me dirigi ao Porto e logo na primeira saída da ponte da Arrábida e parando nos primeiros semáforos no cruzamento do campo alegre,deparei-me com uma publicidade que me alertava,para uma verdadeira pandemia nacional:
O Miguel e o André andam armados em cantores vai para dez anos.
Se estes tipos conseguiram-se aguentar durante ,este tempo todo,acham que algum miúdo quer estudar?Pelos vistos qualquer esganiçado,tem futuro,somos uma sociedade dura de ouvido.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Isto é que foi um 31.

Não haja dúvidas que a rapaziada armou um 31 do caneco.
Não sou nem nunca fui um admirador da causa monárquica e penso que Portugal não voltara a ser,uma monarquia,mas que gostei da provocação,isso gostei.
Dizem que os monárquicos,com esta acção,insultaram a República?
Mas existe alguém,que mais tem denegrido a nação e a democracia,que estes políticos,ditos republicanos.
Tenho cá para mim,que este Rodrigo vai longe,o Armando Vara só por ter passado a ponte de Salazar sem pagar e com a televisão Sic a filmar,chegou onde chegou.
Ao Rodrigo que não leve a mal,mas não o quero comparar ao Armando pois parece-me que vale bem mais.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Quem foi?

Eis um dos muitos processos que desapareceram dos arquivos nacionais,depois de Abril de 75.
Quem esteve por trás do misterioso desaparecimento do Angoche da respectiva carga e tripulação?
Foram torturados e fuzilados?
Quem foram os responsáveis?
A URSS
O PCP
Oficiais da Marinha portuguesa que tinham ligações a esquerda oposicionista?
Mais um crime sem castigo e dezenas de pessoas que desapareceram sem deixar rasto e até todo o material existente que apenas dizia respeito ao assalto ao Angoche,desapareceu.
Destino?
Provavelmente,Moscovo.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

E o roubo continua.

Os trabalhadores da Tap queriam mais "xelim",mas a direcção da Tap disse que não há nada para ninguém,mas renovou a frota de carros que se destinaram a 42 directores(?).
Se a este assalto aos bolsos dos portugueses ,juntarmos os milhares de trabalhadores,que desde a décadas,a Tap tem a mais,qualquer pessoa sem qualquer curso de gestão,via logo o "fartar vilanagem"que são as empresas chamadas de capitais públicos.
Como?Ouvi bem,42 directores?É muito chulo para tamanho prejuízo.

Eu apoio o 31 da Armada para trocarem a bandeira da Tap pela dos velhos piratas.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A vida é uma passagem,para outra margem.

A vida é uma constante correria,por isso devemos tentar vive-la ,retirando o maior prazer possível ,daquilo que ela nos proporciona.
Durante a nossa breve passagem por aqui,vamos construindo pontes que nos darão a possibilidade de irmos ao encontro de pessoas que nos vão preenchendo ,este vazio que há em nós.
Infelizmente, há pontes que nunca atravessei,o que vale é que me vou consolando,com estas vistinhas que Deus me deu.

domingo, 2 de agosto de 2009

Recebida por email.

Um homem passou pela porta do parlamento e escutou uma gritaria que saía lá de dentro:
"filho da puta,ladrão,salafrário,traficante,assassino,mentiroso,pedófilo,sem vergonha,preguiçoso de merda,vendido,assaltante...."
Assustado,o homem perguntou ao segurança que estava á porta:
-O que está acontecendo aí dentro?estão Brigando?
-Não,respondeu o segurança,
Estão a fazer a chamada dos presentes!

sábado, 1 de agosto de 2009

Ajuda ou caridade.

Somos um País que persegue e humilha,os milhares de desempregados que tiveram a infelicidade de chegarem ao fim de muitos anos de trabalho e depois de muitos anos de descontos,serem confrontados com o desemprego e já com uma idade avançada.
É inacreditável que se obrigue,muita gente de bem,pois também há muito filho da mãe,a ter que se deslocar quinzenalmente,para fazer a prova de que anda a procura de emprego,quando o mesmo estado dá o rendimento mínimo garantido ou coisa que o valha,a centenas de milhares de pessoas e cuja maioria nunca trabalhou.
Esta politica social que pode até proteger quem precise ,mas que acima de tudo ,ajuda quem não merece,enoja-me.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Liscont-a história de uma golpada

Lisconto uma história cujos protagonistas foram em tempos homens da extrema esquerda.
Um andou lá por Macau,território que por magia,fez muitos socialistas ficarem "bem na vida.
O tipo nunca passou de um homem do aparelho socialista foi dos que sem mérito chegou alto na politica,foi secretário de estado e até ministro e não pela sua capacidade mas pelas suas redes de interesse,a Mota-Engil o contratou.
O outro protagonista é um tipo que diz que já não tem idade para estar no governo,não sei se teria capacidade para lá estar,sei que toda vida foi comunista e foi este tipo "jamé"que foi o feitor de um contrato ruinoso para o estado português e de grande beneficio para o grande Jorge Coelhone e sua patroa Mota-Engil.
A concessão do terminal de contentores de Alcântara é um escândalo e um falta de vergonha e que estes filhos da mãe fazem estas trafulhices e filhas da putice as escancaras.
É por isso que a democracia é fantástica,os políticos incompetentes e corruptos são sempre premiados,principalmente os anti-fascistas.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sopa de Rabo de Boi.


Não sei se "fecho mal a mala",mas ,na verdade perco muito tempo com futilidades e se há uma curiosidade que ocupa em demasia, o meu pequeno cérebro,gostaria de saber quem foi o tipo que teve a ideia de comer o rabo ao boi.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Porto-mais um crime na história da cidade.


Se um dia for turista na cidade do Porto e resolver visitar a tão afamada casa da música,não se admire se for confrontado,com estas vistas desoladoras e vergonhosas,mesmo do outro lado da rua 5 de Outubro.
Este é mais um crime que fere a sensibilidade de quem aqui sempre viveu e conviveu,com a antiga estação dos comboios da Avenida de França.O abandono, mais do que
evidente,da antiga casa do chefe da estação e dos armazéns da mesma,que hoje em dia,mais não são que o refugio dos sem-abrigo,dão um aspecto não só desolador como degradante de um edifício que merecia outra atenção,de quem de direito,que segundo parece é a empresa Metro do Porto.

Só dá artistas.

Não sei porquê,mas o Carlos Encarnação foi sempre um politico que me transmitia confiança.
Se for verdade,a noticia da roubalheira da venda do prédio dos CTT em Coimbra e que teve a sua participação,será mais uma grande machadada no ,já pouco,respeito que tenho por esta pobre e miserável democracia.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Muito confuso.

Sempre fui um autêntico nabo "a pegar no taco",por muito que me esforce,não vou lá.
Se calhar nunca entendi,verdadeiramente,para que serve,aquela mesa com buracos.

sábado, 13 de junho de 2009

Um crime na cidade do Porto.






Chama-se Casa Da Quinta da Prelada,este fabuloso palacete,com traços de Nicolau Nasoni.
Este tesouro "aparentemente abandonado"é pertença da Santa Casa da Misericórdia ,tal como o parque de campismo com o mesmo nome,que se encontra encerrado,provavelmente a espera de uma futura venda ,para especulação imobiliária.
Apesar de se situar ao lado do Hospital da prelada,não existe nenhuma equipa médica com capacidade de remover,o mal que esta a definhar,tamanha beleza.
Eu sei que a Santa Casa é hoje em dia,especialista em jogos de casino e que os seus "santos administradores",estão mais preocupados com outros assuntos do que tratar destas "ninharias".

quinta-feira, 11 de junho de 2009

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Shelltox.


A partir de agora,sempre que encontrar um símbolo da Shell,vou-me lembrar da dita.



Depois de reconhecer que foi conivente com o assassinato de activistas nigerianos,nomeadamente do escritor Ken Saro-Wiwa e de mais oito activistas ambientais,a Shell mostrou a verdadeira face,das grandes multinacionais do petróleo e não só.
Os crimes tiveram o ridículo preço de 15,5 milhões de dólares.

domingo, 7 de junho de 2009

Eleições Europeias.

Só pelo facto de ter sido eleita,a Marisa Matias,já valeram a pena as eleições europeias.Ela,por si só,vai ser a melhor publicidade na Europa,que em Portugal também temos gajas boas.
Como eu gostaria de ter estado no lugar do cromo do Rui Tavares,quando foi abraçado por ela.
Mas vamos lá deixar de sonhar com o impossível e dar os parabéns ao excelente resultado do bloco de esquerda,que foi para mim o grande vencedor das eleições.
Apesar de me posicionar ,em termos ideológicos,do outro lado do tabuleiro,reconheço que é importante que existam bloquistas, para que sem papas na língua,denunciem a máfia dos bancos que é algo que os partidos de direita o não fazem,o que me leva,cada vez mais,a abandonar o neo-liberal que existe em mim.
E porra,os gajos têm a Marisa Matias.

sábado, 6 de junho de 2009

Pela Democracia e pela Liberdade.

Amanhã,Portugal vai à votos para uma coisa chamada Comunidade Europeia.Na verdade,do pouco que eu vi e ouvi,não descortinei uma única ideia sobre a chamada Europa,o que vi foi gente a lutar desesperadamente,por um lugar no bem bom,gente que se está a marimbar para o chamado povo.
Sinto uma revolta dentro de mim,pela impotência de poder mudar o rumo do país,como se fosse possível com um único golpe de magica,por toda esta balbúrdia nos eixos.
O desanimo que tomou conta de mim,em achar que era tudo farinha do mesmo saco,levava-me a que pela primeira vez ,não iria exercer o meu direito em votar.Lembrei-me que a história pela implantação da democracia foi feita com muita sangue ,suor e lágrimas.Milhares foram os que pereceram,para que hoje possamos viver em liberdade,por isso e em respeito por aqueles que deram à vida pela democracia,amanha não vou faltar.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

casamento de gajos.

Eu sou de um tempo,quando vivia lá na minha Gabela-Angola,que ia sempre ao meu barbeiro e mandava fazer as calças ao alfaiate.
Hoje já não temos mais barbeiro nem alfaiate.
Queres cortar o cabelo vais ao cabeleireiro.
Queres mandar fazer calças vais ao estilista.
O Mundo realmente ficou rosa choque demais para mim.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

AMOR A PORTUGAL.

Eu,Manuel Fernando Gomes de Sousa(mafegos)nascido em Angola na cidade da Gabela,com residência na cidade do Porto,onde me encontro na situação de refugiado de guerra,desde Agosto de 1975,na esperança que este meu lancinante apelo chegue ao conhecimento das entidades competentes deste País,venho por este meio(internet)pedir encarecidamente que me retirem,a faculdade de poder exercer livremente,o meu direito de voto.
O amor que sinto,pela história desta grande nação,leva-me a tomar esta atitude,que pode ser muito radical,mas é a forma que penso ser a mais correcta,para que me possam impedir,de continuar a fazer mal a este País,que me acolheu.
Peço do fundo do coração,as pessoas que receberem este email,que o divulguem a todos os vossos contactos,porque é uma maneira de me redimir do mal que fiz a este País.
É justo que as pessoas saibam de quem é a culpa deste País ter estes governantes e em vez de criticarem,estes incompetentes,que nos desgovernam,devemos procurar os verdadeiros culpados.
Eu,Mafegos,peço as mais sinceras desculpas,que devido as minhas más escolhas politicas,pois foi com a ajuda do meu voto,que muitos filhos da mãe(cujas mães se tivessem fechado as pernas)foram eleitos neste País.
Portanto,quero dizer,que foi também por causa do meu voto,que foram Ministros,secretários de estado,Assessores,entre outros,os seguintes:

FERREIRA DO AMARAL(LUSOPONTE)
DIAS LOUREIRO
MIGUEL CADILHE
PAULO TEIXEIRA PINTO(BCP)
OLIVEIRA E COSTA(BPN)

GRANDE POVO PORTUGUÊS,DESCULPEM-ME,PARA VOSSO E MEU BEM,RETIREM-ME
O DIREITO DE VOTAR.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Obrigado,senhor Sousa.

Há momentos na vida,que somos confrontados com o desaparecimento físico,daqueles que nos são queridos.
Apesar de toda a tragédia,que em certo momento da minha vida fui vitima juntamente com os meus e mais uns milhões de angolanos,houve para mim,alguém que foi e será sempre um grande herói,alguém que perante a adversidade nunca nos desamparou e conseguiu sempre amealhar o suficiente para que os filhos nunca soubessem o que é passar fome.
Hoje com a idade de 79 anos,o senhor Francisco de Sousa,que um dia abandonou Portugal e foi rumo ao desconhecido,com a sua modesta participação,ajudar a desbravar Angola,nos idos de 50,está gravemente enfermo.
Estou sentimentalmente confuso,não sei se devo chorar se devo pedir que parta o mais depressa e em paz,pois o amor que sinto por ele e vê-lo a sofrer,é uma dor sem igual .
Obrigado por tudo,meu grande paizão.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Revolta na Belavista

De tempos a tempos,lá surge mais uma revolta dos descamisados,que acham que têm o direito de fazer o que lhes dá na real gana.
O que mais me impressionou,foi a resposta de uma miúda,que aparentava,mais ou menos 20 anos,que questionada sobre as pedradas lançadas contra a esquadra da policia,ela de cara destapada disse com a maior naturalidade do mundo,que tinham sido poucas e que deviam ter sido mais.
Esta falta de respeito pelas forças de autoridade é preocupante,mas a verdade é que um país que safa,os ladrões de colarinho branco,tem pouca moral para pôr na ordem,os tais descamisados,os deserdados,os marginalizados ou sei lá,o que quer que lhes chamemos.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

M.F.A.-grupo de assassinos.

Armando Manuel chegou para beber a sua cuca,era noite e estava quase na hora de fechar.
O Armando era mais do que um cliente,era um amigo do meu velho,era uma visita diária da pensão Oliveira da Gabela,onde anos a fio,foi um dos elementos do grupo da sueca,juntamente com o meu pai,o Viegas e o Heitor Martins.Mas o Armando era também o responsável pela escrita das empresas do meu pai.
Veio o 25 de Abril de 75 e muita das rotinas começaram a ser alteradas ,o Armando começou a ser um visitante,cada vez mais ausente,não porque se alterou a amizade,mas porque outros mais altos valores se levantaram.
O Armando era um dos dirigentes do MPLA na Gabela e apesar de saber que o meu pai era um simpatizante da UNITA,isso nunca foi um empecilho na relação deles,já que tinham uma vivência de muitos anos juntos,que os tornava amigos e nunca adversários.
Lembro-me dessa noite,pois tinha-me habituado a ver o Armando todos os dias e agora era muito raro -lo.
Não tinha a verdadeira noção,do que estava a acontecer em Angola,pois ao contrário das outras cidades,que já estavam a ferro e fogo,na Gabela estava tudo,aparentemente ,na santa paz do senhor.Na inocência dos meus 12 anos,não alcançava a razão pela qual,a maior parte dos meus vizinhos,estavam a embalar os seus haveres,que foi coisa que o meu pai nunca fez,pois para ele a sua terra era Angola,Portugal ou o Puto como se dizia,era já uma recordação muito distante,que ele desejava um dia ir visitar,mas nunca mais pensava em regressar.
Nessa noite ,o Armando convidou o meu pai para ir com ele,a uma fazenda,que era uma espécie de quartel do MPLA.
Depois de algumas cucas e de muito se falar sobre o que estava a acontecer em Angola,o Armando Manuel virou-se para o meu pai e disse:
-Sousa,não vás embora,está é a tua terra.
Ao que o meu pai respondeu:
Não posso arriscar,tenho três filhos menores(a minha mãe já tinha falecido) e todos os meus vizinhos,estão a prepararem-se para rumar até Portugal.
Penso que foi a última vez,que vi o Armando Manuel,pois passados alguns dias,também a Gabela ficou a ferro e fogo e a nós só nos restou um caminho,fugir em direcção ao aeroporto mais perto,para mais depressa fugir,daquele inferno,porque pior do que fugir das arbitrariedades dos diversos movimentos angolanos(MPLA,UNITA e FNLA)era ter a certeza que o MFA era um grupo de ladrões vestidos com a farda portuguesa.
Aqueles que se denominavam,como a sentinela do povo,foram coniventes com verdadeiros assassínios,violações e humilhações que foram cometidas sobre a população de origem portuguesa e que eu saiba,nunca nenhum desses filhos da mãe foi julgado ,não só por não terem feito o seu trabalho,que era proteger a sua gente,como foram os principais salteadores,que roubaram tudo que havia para roubar e isso ninguém me disse,eu vi quem andava a assaltar as lojas na Gabela,depois de terem caído os primeiros morteiros e que partiram os vidros das montras.
Isto é apenas um episódio,contado por quem viveu a trágica descolonização portuguesa,na pele,cuja memória não se apaga.